POLÍTICA DA QUALIDADE E CADEIA DE RESPONSABILIDADE

Em concordância com valores como o rigor, sustentabilidade, responsabilidade, inovação e qualidade, a Banema tem aprofundado 2013 a sua Política da Qualidade. Passamos a assumir um forte vínculo para com as questões relacionadas com as suas responsabilidade enquanto player inserido na cadeia da Fileira Florestal, comprovado pela obtenção de certificação de CdR (Cadeia de Responsabilidade) e CoC (Cadeia de Custódia) segundo a nova norma PEFC ST 2002; FSC® STD-40-004 e FSC® STD-40-003­ - Requisitos FSC® Multi-site. (ver certificado FSC)

 

É esta a Política que se passa a transcrever:

 

"A BANEMA, constata as profundas exigências para o mercado que recorre aos produtos da fileira florestal. Prevendo que estes desafios se acentuarão a ponto de se converterem, no futuro, em factores críticos na competitividade entre empresas, a BANEMA aposta na inovação, sustentabilidade, qualidade do produto e serviço, pela via do comprometimento para com a segurança, saúde e condições de trabalho dos colaboradores, do cumprimento dos requisitos que permitam a satisfação e a fidelização do cliente, colaborando a montante com os seus fornecedores e a jusante com os seus clientes para que a Cadeia de Responsabilidade e de Custódia possa ser assegurada até ao cliente final.

 

A Banema compromete-se com os valores do FSC®, mediante assinatura de uma auto-declaração sobre não estar direta ou indiretamente envolvida nas seguintes atividades:

a)     exploração madeireira ilegal ou comércio ilegal de madeira ou produtos florestais;

b)     violação de direitos tradicionais e direitos humanos em operações florestais;

c)     destruição de altos valores de conservação em operações florestais;

d)     conversão substancial de florestas em plantações ou uso não-florestal;

e)     introdução de organismos geneticamente modificados em operações florestais;

f)      violação de quaisquer das convenções fundamentais da OIT, tal como definido na Declaração da OIT sobre os Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho, de 1998."


Ver certificado de sustentabilidade